Economia doméstica: 7 dicas para começar a praticar

Familia economica

 

Antes de tudo, sabemos que prover meios para economizar nossos recursos financeiros é de suma importância. Se tratando da economia familiar, não é diferente. É preciso buscar formas e ferramentas capazes de qualificar e otimizar ainda mais as entradas e saídas do nosso caixa familiar.

Quer saber como? Então, confira o nosso post até o final, entenda o conceito de economia familiar e por que esse tipo de gestão é muito importante nos dias atuais.

 

Economia Familiar: o que é?

 

Antes de tudo, podemos dizer que o termo economia doméstica nada mais é do que a área do conhecimento que envolve conceitos extremamente importantes, tais como nutrição, educação, serviço social, administração, entre outros contextos relacionados ao âmbito familiar.

Em geral, essa área nasceu no século XIX, na Europa, com a finalidade de ressaltar a questão de que os nossos recursos familiares não são ilimitados. Aqui no nosso país, foi somente na década de 30 que começaram a vir as primeiras aplicações. Contudo, até hoje temos visto que grande parte das famílias não possui o hábito de poupar.

É justamente por isso que, de acordo com dados divulgados pelo Serviço de Proteção de Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), foi constatado que, somente em agosto de 2017, haviam mais de 59 milhões de inadimplentes no Brasil.

 

Por que devemos dar importância a nossa economia familiar?

 

Como percebemos acima, entender a importância de cuidar de nossas finanças domésticas é de extrema importância para todo o círculo familiar. Pois caso contrário, a sua má administração é o fator principal que leva diversas famílias ao estado de dívidas e inadimplência.

Portanto, um dos pontos importantes a considerar na hora de cuidar do seu orçamento doméstico é ter o hábito de poder guardar recursos financeiros para situações inesperadas, como é o caso de desemprego e até mesmo os problemas de saúde — que podem não ser frequentes, mas acabam pegando o nosso financeiro de surpresa, devido aos procedimentos médicos e remédios a comprar.

Nesse quesito, uma pesquisa foi levantada pela ANBIMA, que confirmou que cerca de 52% da população no Brasil não possui reservas de emergência. Esse é um fato alarmante, visto que apenas demonstra o quanto possuímos baixa educação financeira e economia familiar.

Além disso, sabemos que a reeducação financeira familiar é um dos principais caminhos para alcançar nossos objetivos, seja de forma familiar ou individual. Um exemplo a citar é o sonho de poder comprar um carro ou até mesmo uma casa.

Para atingir esses objetivos, é necessário ter um eficiente conhecimento e prática acerca da economia familiar, pois caso contrário, a distância entre os sonhos de sua família torna-se cada vez maior.

 

 

 

7 dicas de economia familiar que você precisa conhecer e aplicar ainda hoje

 

Agora que você já entende o conceito e a devida importância da economia familiar, é preciso buscar formas práticas de obter uma economia familiar ainda mais eficiente. Confira abaixo quais são elas:

1. Comece desde já

O primeiro passo, antes de tudo, é não deixar os objetivos para o amanhã. Portanto, comece fazendo uma avaliação de toda a saúde financeira da sua família. O mais importante é perceber como a economia doméstica é de extrema importância, bem como o quanto você pode economizar e quais objetivos você pretende alcançar.

2. Organize-se

Obter uma organização eficiente acerca de seus recursos financeiros é a chave principal para a economia familiar.

Por esse motivo, realize um levantamento de todas as entradas e saídas do orçamento da sua família. Contudo, muitas pessoas tendem a pensar que se trata de um processo burocrático, mas na verdade, cerca de uma hora por semana já é mais que o suficiente para você colocar tudo em dia.

3. Use e abuse das planilhas

Sendo considerada uma das melhores ferramentas para oferecer qualidade e execução à organização financeira familiar, as planilhas podem se tornar excelentes meios para anotar todos os ganhos e gastos.

Ao fazer isso, você terá um mapeamento mais completo acerca da circulação do dinheiro em casa, e assim, será muito mais fácil saber por onde começar.

4. Corte gastos

Para começar a cortar os gastos desnecessários, comece classificando-os por ordem de importância/prioridade. Assim, você observará pequenos gargalos e quais processos estão sendo gastos de maneira ineficiente e que não oferecem nenhum valor à família, seja em termos materiais, sentimentais, psicológicos, emocionais, entre outros.

5. Pague suas dívidas

Em geral, não há como fazer economias domésticas sem dívidas. Portanto, esse será o destino principal do dinheiro que será poupado, já que famílias endividadas não possuem excelentes perspectivas financeiras para o futuro.

Por esse motivo, comece a recolher quais são os pagamentos que estão em atraso, e até mesmo os mais antigos, se for o caso. Depois disso, comece efetuando o pagamento de débitos que oferecem juros mais altos em relação aos demais.

6. Reserva Financeira

Como bem sabemos, todas as famílias devem possuir uma reserva financeira para emergências e situações complexas. Por esse motivo, antes de começar a pensar nos grandes objetivos para o seu dinheiro, busque separar um pequeno valor ao mês para situações inesperadas.

7. Consumo consciente

Em suma, uma das inúmeras maneiras de obter uma excelente economia familiar, é justamente adquirir o hábito de consumir de forma consciente. Esse processo serve tanto para compras, quanto para o destino com relação ao que você não precisa utilizar mais. Dessa forma, antes de comprar qualquer item, busque averiguar se ele realmente é necessário para você.

 

Conclusão

 

Conforme vimos, uma família bem estruturada não é aquela que somente oferece um relacionamento saudável entre os entes queridos, mas também aquela que entende a importância de prover uma saúde financeira acerca dos gastos para uma qualidade de vida ainda melhor.

Portanto, agora que você já sabe o conceito e a importância de elaborar um planejamento financeiro doméstico para a sua família, que tal conhecer as nossas soluções? Então,

acesse agora mesmo o nosso site e saiba como podemos ajudar seu financeiro familiar a se tornar cada vez mais econômico, rentável e próspero.