Cadastro Positivo: saiba o que é e como ativar o seu

Cadastro positivo. Saiba como funciona

Cadastro positivo é um termo que pode assumir vários significados em diferentes instituições de controle de crédito. O Serasa, o SPC, o Boa Vista, o Itaú e o Bradesco, por exemplo, possuem seus próprios cadastros positivos. Em comum entre eles, no entanto, está a possibilidade de melhorar a pontuação do seu score de crédito e ter acesso a novas possibilidades financeiras, como empréstimos, cartões de créditos com limites mais altos e financiamentos.

O cadastro positivo é, portanto, uma porta de entrada para conseguir linhas de crédito mais robustas para começar um negócio, comprar um carro ou fazer uma viagem.

O artigo a seguir pretende explicar melhor como funciona o cadastro positivo, quais são os benefícios e como ativar o seu.

Boa leitura!

 

O que é o cadastro positivo?

 

Como explicamos na introdução deste artigo, existem muitos cadastros positivos. Praticamente cada banco e financeira de grande porte tem um. No entanto, para efeito deste artigo, consideraremos a cadastro positivo mais utilizado por outras instituições para equilibrar o risco de não pagamento e a extensão do crédito concedido, que é o mantido pelo Serasa Experian.

O cadastro positivo é, portanto, um registro de crédito público que permite que as empresas possam visualizar a integridade do seu histórico financeiro, e não apenas quando você deixa de pagar uma conta ou dívida, como é o caso do cadastro negativo. Esse grande banco de dados reúne todas as informações sobre os pagamentos de empréstimos, contas (energia, água, IPTU, etc.), faturas de cartão de crédito, mensalidades escolares entre outros, e ajuda os bancos a distinguirem melhor entre um bom e um mau pagador.

Assim, mesmo que aconteça um imprevisto e você atrase o pagamento de uma dívida, ainda é possível que a instituição financeira com a qual você está tentando obter crédito leve em conta todas as vezes que você pagou suas outras dividas em dia. Em outras palavras, o cadastro positivo ajuda a criar um cenário mais justo na composição do crédito, melhora o seu score e facilita a sua relação com as empresas financeiras na obtenção de empréstimos, financiamentos e cartões de crédito.

 

Quais são as vantagens do cadastro positivo?

 

Além de ajudar o consumidor a obter produtos financeiros antes inacessíveis, o cadastro positivo também oferece benefícios na negociação de taxas de juros em produtos bancários, prazos maiores para pagamentos de dívidas e acesso a crédito facilitado.

Se você for um autônomo, o cadastro positivo pode ser uma mão na roda para facilitar o empréstimo que você precisa para modernizar a sua prestação de serviços — mesmo que você não possua renda fixa.

Acredite: mesmo que você esteja negativado, o cadastro positivo pode ajudar a conseguir crédito para limpar o seu nome. A negativação não impede que você faça o seu cadastro positivo e, aliás, é mais um motivo para que você use o serviço. Quando você tem uma dívida vencida ou está inadimplente, qualquer oportunidade para conseguir um cartão de crédito ou crédito mais barato do que a sua dívida é valiosa. Por isso, é essencial mostrar para as empresas financeiras que você está disposto a superar essa adversidade momentânea e reconstruir o seu crédito.

Para a economia, o cadastro positivo permite o barateamento da concessão de crédito, facilita a redução dos custos com inadimplência e ajuda a implementar a cultura do crédito para consumo e empreendedorismo.

O cadastro positivo também pode resolver o problema do crédito parado nos bancos, uma vez que os devedores não poderão tomar empréstimos, o que faz com que linhas de crédito paradas não sejam injetadas na economia para financiar a geração de riquezas.

 

Como o cadastro positivo funciona?

 

Muita gente pensa que o cadastro positivo é uma simples lista de bons pagadores. Então, se o seu nome está lá, você automaticamente estaria com as portas do mundo financeiro abertas para você. Mas não é bem assim que funciona.

Muitas vezes, o setor bancário é acusado de expor a economia a riscos enormes, seja por meio da criação excessiva de crédito e a possibilidade real de bolhas que podem causar danos graves para a economia, seja pelo corte exagerado do crédito durante as crises. O raciocínio básico por trás desses argumentos é que a oferta de crédito é importante para a economia, tanto o crédito concedido às empresas quanto para eu e você.

Um relaxamento nos padrões de empréstimos pode levar à criação excessiva de crédito durante bons momentos econômicos e, por outro lado, perdas de capital podem gerar um ciclo que elimina o bom crédito durante as depressões. A preocupação de que as falhas no processo de fornecimento de crédito possam gerar crises desnecessárias leva a pedidos de intervenção política em larga escala nos mercados de crédito.

Por exemplo: o Banco Central do Brasil costuma intervir no setor bancário se o crédito está se expandindo de forma exagerada devido a práticas de empréstimo frouxas. Por outro lado, o próprio BC costuma injetar dinheiro no sistema bancário se o crédito estiver sendo cortado devido a um processo de perda de confiança.

A construção dessa confiança passa pelo cadastro positivo que, nesse contexto, se torna uma ferramenta essencial para criar uma economia muito mais madura e estável. Então, podemos dizer que é do interesse das instituições financeiras e do Brasil ter acesso a informações completas sobre a forma como cada um de nós está comprometido com suas obrigações, seja no pagamento de sua conta de internet ou na forma como lidamos com imprevistos.

É por isso que o cadastro positivo cria uma imagem completa da vida financeira do consumidor, registrando tanto os pagamentos feitos em dia quanto a inadimplência. Cada operação de contratação de crédito e de pagamento deste crédito, bem como as demais operações de compra e movimentações financeiras são registradas em um banco de dados e formam a imagem do risco que você representa. A partir dessas informações, as empresas decidem se desejam fazer negócios com você e quanto crédito você poderá comprar.

E você não precisa se preocupar com o sigilo das suas operações quando está no cadastro positivo: apenas o valor das compras, a quantidade de parcelas, as datas de vencimento e os pagamentos são registrados. Os produtos e serviços adquiridos permanecem ocultos para o cadastro positivo, e apenas você saberá o que comprou.

 

Como ativar o seu cadastro positivo?

 

A maior vantagem do cadastro positivo do Serasa Experian é que você pode fazer a ativação on-line, sem precisar ir a uma agência bancária com um calhamaço de documentos. Além disso, o recurso é gratuito e bem simples. A seguir, separamos alguns passos simples para que você possa fazer o seu cadastro positivo agora mesmo:

 

1. Acesse a página do Serasa consumidor

 

No site do Serasa Consumidor você vai se deparar com um botão laranja com o rótulo “Abrir Cadastro Positivo”. A partir daí, se não tiver uma conta no Serasa, crie uma gratuitamente, caso contrário, basta fazer o login normalmente.

 

2. Comprove que você é você

 

O primeiro passo para criar o seu cadastro positivo no Serasa é enviar fotos que ajudem a comprovar a sua identidade. À esquerda, mande uma foto do seu rosto, e à direita, fotos de frente e verso de um documento oficial que tenha o número do seu CPF — pode ser um RG, Passaporte ou a CNH. As imagens não podem ser muito grandes, precisam ter até 10 MB de tamanho.

Depois de enviar as imagens, tenha a certeza de que elas foram enviadas corretamente. O aviso “Foto carregada com sucesso” deve aparecer ao lado do campo de inserção da imagem.

 

3. Insira o seu endereço

 

Por fim, o algoritmo do Serasa precisa das suas informações de endereço para incluir o seu nome no cadastro positivo. Lembre-se de preencher cada campo com informações semelhantes aos endereços de contas que já vem no seu nome, como faturas de cartão de crédito e contas de energia elétrica.

Será preciso incluir o CEP, o endereço propriamente dito, o bairro, a cidade, o estado, o número e o complemento. Depois disso, basta clicar no botão “Aceito continuar e abrir o cadastro positivo”.

Pronto! Seu cadastro positivo no Serasa foi aberto com sucesso!

 

Conclusão

 

Como vimos, o cadastro positivo é um grande avanço para a construção de um histórico sólido para os consumidores e para o barateamento do crédito. O Código de Defesa do Consumidor e a Lei Complementar exigem que o consumidor faça a adesão espontânea e voluntária ao cadastro positivo, o que impede a inscrição automática de todos os consumidores.

Assim, se você ficou interessado em criar o seu cadastro positivo, tome uma atitude em prol da construção de um crédito saudável e faça o procedimento hoje mesmo! O processo é simples, gratuito e ainda ajuda a economia a ter informações mais sólidas para se tornar mais estável, além de permitir que as instituições financeiras possam oferecer crédito com juros menores para cada vez mais pessoas.

E, se você estiver criando o seu cadastro positivo porque está precisando de um empréstimo rápido e fácil, clique aqui e solicite o seu empréstimo agora sem compromisso!