6 passos para se planejar financeiramente para reformar a casa

reforma da casa

Está na hora de reformar a casa? Seja para deixar o ambiente mais bonito, renovar a decoração ou até mesmo para fazer manutenções básicas que garantam a segurança do local, os reparos são necessários. Porém, qualquer pequena obra no imóvel possui um custo alto e, por isso, é preciso se programar.

Antes de sair parcelando os materiais no cartão de crédito, ou contratando gente para arrumar o que é necessário, você precisa se planejar financeiramente para reformar a casa. Saber quanto irá gastar, o que vai fazer, e quanto precisa guardar de dinheiro, é essencial para deixar o imóvel em perfeitas condições, sem prejudicar a saúde financeira.

Por isso, listamos algumas dicas para que você possa seguir e se preparar.

 

Anote o que quer fazer ao reformar a casa

 

A primeira coisa a ser feita é decidir quais serão as mudanças que você fará. É a partir disso que você poderá realizar orçamentos e planejar o pagamento de tudo.

Verifique todos os cômodos da casa e anote. Olhe os pisos, necessidade de pintura, portas que precisem ser trocadas, possível reforma no telhado, reparos na rede elétrica, de esgoto e hidráulica, entre outros.

Liste tudo, reveja várias vezes antes de seguir com o seu planejamento financeiro.

 

Procure mão de obra e faça um orçamento

 

Depois de listar tudo o que você quer alterar, é o momento de procurar a mão de obra. Encontre um profissional de confiança, mostre para ele tudo o que quer fazer e peça um orçamento.

Algumas empresas, que trabalham com construção e reformas, oferecem ao cliente a possibilidade de fecharem um pacote que inclua todo o material, além do trabalho. Se for o caso do negócio que você pretende contratar, peça os dois orçamentos, com e sem material, para que possa ver o que é melhor para você.

Já se preferir contratar direto um profissional, peça que ele liste o material necessário para realizar a obra.

 

Valor dos produtos para reformar a casa

 

Com a lista de itens em mãos, procure lojas de materiais de construção e faça um orçamento. Jogue todos os dados em uma planilha para que você possa comparar os valores e decidir qual local com melhor preço para cada item.

Aproveite e pergunte se há desconto para pagamento a vista ou quais são as condições de pagamento.

 

Faça uma planilha de gastos

 

Agora que você já sabe o que vai precisar comprar e quanto gastará com a mão de obra, faça uma planilha de gastos domésticos.

Anote quanto ganha, quanto gasta com contas básicas como luz, água, internet e celular. Qual a média de gasto da compra do mês e veja quanto você poderá desembolsar, mensalmente, para a reforma da casa.

 

Veja o valor total de gastos

 

Some o valor de mão de obra com o de gastos com materiais para saber quanto gastará para reformar a casa.

Depois de juntar tudo, pense sempre que imprevistos acontecem e talvez você precise desembolsar um pouco a mais para arrumar algo que não estava planejado. Por isso, sempre faça as contas e coloque um pouco a mais.

 

Junte dinheiro

 

Você poderá até parcelar a compra do material de construção, mas terá que ter o valor a ser pago pela mão de obra em mão. Por isso, é importante que guarde dinheiro para poder pagar o contratado, antes de começar a obra.

Além disso, caso vá parcelar o valor do material de construção, lembre-se de que a quantia a ser paga em cada parcela precisa caber no valor mensal que você programou ao fazer a planilha de custos.