Gastar dinheiro nos faz sentir bem?

Gastar dinheiro com amigos

É uma velha questão e uma que foi debatida durante muitos anos.

Então, o que você acha - gastar dinheiro nos fazem sentir bem? Vamos dar uma olhada mais profunda no assunto...

 

Terapia do varejo

Primeiro, o termo "terapia do varejo" é chamado assim por bom motivo. Muitas pessoas vão ao shopping para gastar dinheiro quando se sentem um pouco para baixo. Pesquisas comprovam que uma ou duas compras podem de fato melhorar seu humor.

Pense no sentimento de obter um novo produto. Comprar aquele novo top, jaqueta ou par de jeans pode mesmo fazer você se sentir melhor e se sentir melhor.

Ninguém pode realmente negar a alegria momentânea que experimentamos. No entanto, essa é a pegadinha - é uma solução rápida - e não uma sensação duradoura de felicidade.

Como em tudo na vida, o gasto também tem que ser em moderação. Comprar um produto novo pode mesmo dar prazer instantâneo naquele momento, mas compras frequentes não proporcionam o mesmo nível de felicidade.

Se presentear de vez em quando é importante - um novo par de sapatos, uma massagem - mas sem exageros. No extremo oposto, não gastar nada em si mesmo é se privar de felicidade.

 

A alegria da experiência

Quando se trata de gastar dinheiro, a adrenalina da novidade desaparece rapidamente como parte de nossa vida cotidiana.

Uma pesquisa publicada pelos psicólogos Elizabeth Dunn, Lara Aknin e Michal Norton mostrou que gastos com viagens, sair com amigos, ir para um jogo de futebol ou festival de música, fornecem um sentimento de alegria duradouro bem maior que de bens materiais.

A alegria que você vivencia nesse caso vem de um elemento social – e os seres humanos são seres sociais. Quando compartilhamos experiências com amigos, familiares ou mesmo com estranhos, isso leva a memórias mais duradouras.

 

O Luxo do Tempo

Além de contentamento mais duradouro, um artigo recente publicado pela emissora americana NBC, mostrou que as pessoas também se sentem mais felizes quando economizam tempo em vez de comprarem coisas.

Os pesquisadores realizaram um experimento onde as pessoas receberam 40 dólares por duas semanas. Durante a primeira semana, eles tiveram que fazer uma compra física como uma camisa, por exemplo. Durante a segunda semana, eles tiveram que gastar o dinheiro em algo que gostariam de usar como limpeza de sua própria casa. Os resultados mostraram que os participantes ficaram mais felizes quando compraram algo que ajudasse economizar tempo na limpeza da casa do que quando fizeram uma compra de um produto físico.

Tempo com os amigos não tem preço

No final das contas...

Sim, sim, gastar dinheiro nos faz sentir bem. "O dinheiro pode comprar felicidade se você gastar direito", diz Elizabeth Dunn, professora de psicologia da Universidade da Colúmbia Britânica.

Mesmo que gastar mais em experiências e passar tempo com amigos e famílias comprovou dar mais alegria, tudo bem procurar uma "terapia do varejo" de vez em quando. Tem que se presentear às vezes!