Como e Quando Dar Mesada Para Seus Filhos

Quando dar mesada para criança

A mesada é uma das primeiras maneiras que o seu filho desenvolve a sua relação com o dinheiro, aprende as noções básicas de gestão financeira, bem como desenvolve uma valorização do dinheiro.

Quanto dinheiro você deve dar, quando e por que são todas as questões importantes que você como pai/mãe deve decidir. Abaixo, ajudamos você a responder a essas perguntas.

 

1. Quando?

Não há uma regra aqui. O valor real da mesada não é apenas financeiro, é dar ao seu filho uma compreensão e apreciação do dinheiro, e por que e como ele ou ela merece ganhar dinheiro.

Quando você decide que é o momento certo para dar mesada ao seu filho, ele marcará o fim do seu filho tendo que lhe pedir isto ou aquilo quando ele ou ela quiser algo, e ao invés disso desenvolver independência.

Não sabe quando dar mesada ao seu filho? Sugerimos que explique ao seu filho o que é mesada e, em seguida, pergunte a ele se ele acha que está pronto para ganhar mesada junto com a responsabilidade que o acompanha.

 

2. Para quê?

O objetivo de dar mesada deve ser sempre ensinar ao seu filho as noções básicas de responsabilidade e independência, mas nunca enviar uma mensagem negativa como "Filho, toma 10 reais, compre o que quiser, agora por favor não incomode a mamãe".

Mesada vai ensinar seu filho como o dinheiro é ganho, como em troca de tarefas domésticas.

 

3. Quanto?

Isso pode ser complicado para muitos pais. A melhor maneira de abordar é começar pequeno e aumentar a quantidade à medida que seu filho fica mais velho.

Inicialmente, a quantia deveria ser suficiente para comprar doces ou doces. Enquanto o seu filho fica mais velho, o valor pode ser aumentado para comprar livros, jogos ou roupas.

Ganhar mesada também vai ensinar seu filho a importância de poupar para algo que eles realmente querem.

 

criança dirigindo um carro

4. Com que frequência?

A frequência da mesada depende da idade da criança e do que ele ou ela gastará seu dinheiro. Novamente, é uma boa ideia começar com quantias menores, mas pagando mais regularmente.

 

5. Por quê?

Muitos pais se perguntam se a mesada e o montante devem basear-se num sistema de recompensa versus punição (exemplo: para notas escolares bons/ruins), para tarefas domésticas, para bom ou mau comportamento, etc.

Não sugerimos um sistema de recompensa versus punição. Mas ganhar dinheiro em troca de tarefas domésticas, por exemplo, costuma ser uma boa abordagem também, pois ensina ao seu filho a importância de ajudar tanto quanto trabalhar e ganhar um salário.

 

Resumindo, o fator mais importante é educação financeira. Quanto mais cedo, melhor. Quanto antes a criança aprender a lidar com dinheiro e ter noções de gestão financeira, melhor preparada ela vai estar para lidar com estas mesmas questões quando adulta.